Patrocinadores Platinium:

Pierre FabreBial
O Fluxo Digital VS Analógico na Estética e Reabilitação Oral: como a tecnologia está a mudar os protocolos de tratamento na medicina dentária atual

2018-04-17   21:00





Duração de 2 horas
Lisboa - Sede Nacional
GPS 38.762697 , -9.161071
Orador: Carlos Falcão

ocultar

Inscrições

As inscrições decorrem de 2018-02-09 17:00 até 2018-04-17 17:00. As inscrições estão encerradas.

 

CV do palestrante
- Licenciatura em Medicina Dentária pela Universidade do Porto;
- Pós-graduação em Prótese sobre Implantes pela Universidade Complutense de Madrid;
- Mestrado em Odontologia Estética pela Universidade Complutense de Madrid;
- Mestrado em Bioestatística aplicada em Ciências da Saúde pela Universidade de Sevilha
- Doutoramento em Odontoestomatologia pela Universidade de Sevilha com a classificação ´Sobresaliente cum laude´
- Professor Auxiliar de Prostodontia Fixa no Mestrado Integrado em Medicina Dentária da Universidade Fernando Pessoa;
- Docente convidado do Mestrado de Periodontologia e Osteointegração da Universidade de Sevilha;
- Docente convidado do Mestrado em Odontologia Estética da Universidade Complutense de Madrid;
- Diretor do Master em Estética e Reabilitação Oral pela Universidade Politécnica da Catalunha;
- Fellow do grupo I.T.I
- Diretor clínico e científico do Porto Dental Institute
- Prática privada exclusiva em Estética e Reabilitação Oral.


RESUMO
Nos últimos anos temos assistido a uma evolução enorme nos procedimentos restauradores, tanto em dentes naturais como em implantes. Durante a planificação do tratamento, bem como a sua execução clínica e laboratorial, têm-se introduzido passos que recorrem aos recursos tecnológicos no desenho e confeção da reabilitação final. Atualmente, o médico dentista e técnico de laboratório podem prever com enorme precisão o resultado final pretendido, e confecionar uma restauração ou prótese definitiva baseada nos parâmetros definidos desde a planificação.
Esta apresentação tem como objetivo a revisão do estado atual destes procedimentos, e como os recursos de C.A.D. (desenho) e C.A.M. (construção) estão a complementar e até a substituir os processos técnicos mais convencionais, mantendo os princípios biológicos, funcionais e estéticos pelos quais a reabilitação oral se deve guiar.

expandir

Anexos disponíveis

pdf 246.02 KB | Flyer

Media Partner:

Saúde OralMaxillaris
Bolsa de Apoio à Investigação 2018 Patrocínio Científico SPEMD Prémio de Investigação 2018 Revista SPEMD XXXVIII Congresso Anual da SPEMD Parcerias SPEMD Formação SPEMD Noites SPEMD
Agenda
mai
07

Cursos SPEMD

Curso Hands-on de Biópsia na cavidade oral

Porto - Sede do Conselho Regional do Norte

mai
07

Cursos SPEMD

Curso Hands-on de Biópsia na cavidade oral

Porto - Sede do Conselho Regional do Norte

mai
12

Cursos SPEMD

Restaurações diretas e indiretas à base de cerâmica - do primeiro ao último passo

Lisboa - Centro de Formação Contínua SPEMD

mai
15

Noites SPEMD

Terapêutica cirúrgica da patologia quística maxilar: do diagnóstico ao tratamento

Vila Real

mai
22

Noites SPEMD

Periodontologia Interdisciplinar: quando e como pode a periodontologia intervir nos casos complexos

Faro

© 2000-2018. Todos os direitos reservados