Oral pathology prevalence in a Portuguese population of 9595 subjects






Autores: Inês Cardoso, Catarina Pinto, Inês Henriques, Pedro Trancoso, António Mano Azul
Instituição: CIMO - Clínica Integrada de Medicina Oral
Valor da bolsa: 200.00€
Apresentação durante o evento 13º Congresso bianual da EAOM (European Association of Oal Medicine) em Turin, Itália | 2016-09-15

Resumo:
Prevalência de patologia oral numa população portuguesa de 9595 indivíduos
Estudos epidemiológicos são indispensáveis para gerar hipóteses etiológicas bem como medir a frequência e/ou padrões de doença ao nível da sociedade.
O objectivo deste estudo foi avaliar a prevalência de patologias orais numa população portuguesa constituída por doentes de uma clínica de medicina dentária em Lisboa.
Estudo retrospectivo, observacional, transversal e comparativo, por análise de 9595 fichas clínicas. As patologias serão apresentadas por idade e género. Foi efectuada a análise estatística paramétrica standard (ANOVA e teste Tukey-Kramer)(ρ<0,05).
Identificaram-se 1698 patologias da cavidade oral nos 9595 indivíduos (17.7%)(fem=66.1%, mas=33.9%)(ρ<0.05). O síndroma da boca ardente (SBA - estomatodinía) foi a patologia mais frequente (18.4%) seguida de líquen plano (15.5%), tumors benignos (9.3.7%), quistos intra-ósseos/odontogénicos (6.1%), infecções por Candida (5.1%), língua geográfica (4.4%), úlceras traumáticas(4.3%), queratose friccional (4.1%), quistos de retenção salivar (4.1%), aftas recorrentes (3.7%), cancro oral (2.1%), granuloma reactivo (1.9%) e leucoplasia (1.8%). Estes resultados serão comparados e discutidos com estudos internacionais pelas diferenças significativas encontradas entre os países onde foram efectuados.
Os resultados deste estudo numa população portuguesa sugerem a existência de múltiplas patologias, particularmente o grupo das lesões potencialmente malignas/cancro e da estomatodinía (ambos com quase uma em cada 5 lesões – 3.4% da população total) que devem ser diagnosticadas nas consultas dentárias de rotina. Indicam ainda a necessidade premente de critérios objectivos consensuais entre a comunidade internacional.
A maioria das lesões orais identificadas no nosso estudo são de diagnóstico e tratamento médico/cirúrgico pouco complexo para um médico dentista generalista, desde que o ensino pré-graduado e cursos de educação continua foquem de forma sistemática as lesões da cavidade oral mais prevalentes e relevantes.


expandir

Anexos disponíveis

pdf 1.17 MB | Bolsa: poster ou comunicação oral
Noites SPEMD Bolsa de Apoio à Investigação 2018 Patrocínio Científico SPEMD Prémio de Investigação 2018 Revista SPEMD XXXVIII Congresso Anual da SPEMD Parcerias SPEMD Formação SPEMD
Agenda
jul
02

Cursos SPEMD

Facetas cerâmicas: do planeamento à preparação e adesão

Porto - Sede do Conselho Regional do Norte

jul
16

Cursos SPEMD

Morfologia e Escultura de Dentes Anteriores em Resina Composta

Lisboa - Centro de Formação Contínua da SPEMD

set
13

Noites SPEMD

Microcirurgia endodôntica – procedimentos clínicos

Leiria

set
20

Congressos patrocinados SPEMD

XXV Congresso de Ortodontia da Sociedade Portuguesa de Ortodontia

Porto

out
12

Congressos

XXXVIII Congresso Anual SPEMD 2018 - Lisboa

© 2000-2018. Todos os direitos reservados
Termos e Condições